27 de fevereiro de 2011

On The Radio



This is how it works
You're young until you're not
You love until you don't
You try until you can't
You laugh until you cry
You cry until you laugh
And everyone must breathe
Until their dying breath

No, this is how it works
You peer inside yourself
You take the things you like
And try to love the things you took
And then you take that love you made
And stick it into some
Someone else's heart
Pumping someone else's blood
And walking arm in arm
You hope it don't get harmed

But even if it does
You'll just do it all again

 



19 de fevereiro de 2011

Everything In Its Right Place


video


Everything, everything, everything, everything
In its right place

Yesterday I woke up sucking a lemon

Everything, everything, everything
In its right place
Right place


What, what is that you try to say?
What, what was that you tried to say?
Tried to say... tried to say...

Everything, everything, everything, everything

10 de fevereiro de 2011

The World (Is Going Up In Flames)

video


Alguém há-de saber de tanto fôlego junto. Basta a mão direita para quebrar a água misteriosamente, a mão para devolver-me á fonte. Não é preciso que seja raiada, essa pessoa Leve e potente, só que finque no meio da dança um pau em brasa com a floração: quero que me pare, que me abra. que use a chave da minha obscuridade. Antes de me terem chamado com água dentro da pedra, gosto amargo, unhas e dentes. A seda com que teci a malha entre pedaços humanos: membros criando um espaço, respiradouros, anéis rudes nas cabeças, uma beleza viva. Alguém há-de tocar-me com um dedo, alguém há-de pôr-me um selo.


 H.H.

5 de fevereiro de 2011

The Piano



Há sempre uma noite terrível para quem se despede do esquecimento. Para quem sai, ainda louco de sono, do meio do silêncio. Uma noite ingénua para quem canta. Deslocada e abandonada noite onde o fogo se instalou que varre as pedras da cabeça. Que mexe na língua a cinza desprendida.

H.H.